O que é o aço inox: conheça sua história e propriedades

O que é o aço inox: conheça sua história e propriedades

O aço inox se destaca por ser uma das matérias-primas mais utilizadas no mundo. É também um dos materiais de melhor custo-benefício do mercado, isso por suas diversas características que o tornam durável, prático e higiênico. Está presente em todos os segmentos desde um pequeno produto, como um parafuso, até a uma grande obra de arte, como a “The Kelpies”, de Andrew Scott. Instalada na Escócia, a escultura em inox retrata duas cabeças de cavalo de 30 metros de altura cada.

Embora esteja amplamente presente no cotidiano das pessoas, a pergunta “o que é o aço inox” é muito comum, afinal, como muitos outros materiais, pouco se sabe sobre suas origens e aplicações. Mas nesse post, vamos explicar para você o que é o aço inox, sua história e propriedades, além de claro, mostrar que mais do que beleza, o inox é sinônimo de resistência.

O que é o aço inox?

O inox é uma liga metálica composta por elementos como carbono, ferro, níquel e cromo, sendo esse último a chave para o seu grande diferencial: a resistência à oxidação.

Para se tornar inoxidável, o aço precisa receber uma parcela de no mínimo 10,5% de cromo. Esse elemento cria no inox uma camada passiva que reveste o metal e o protege do contato com o oxigênio, que naturalmente é o responsável por oxidar outros tipos de aço.

A história do inox

Sobre a origem do inox, apesar de ainda ser uma incógnita, há consenso de que sua história começou na populosa cidade de Sheffield, na Inglaterra, pelas mãos Harry Brearley (1871-1948), que sem querer descobriu essa fórmula tão utilizada em nossos dias.

No início do século XX, Brearley trabalhava em uma pesquisa que buscava desenvolver fórmulas eu evitassem o desgaste dos canos de armas de fogo ocasionados pela pólvora no momento do disparo. A indústria armamentista queria algo mais duradouro, e foi assim que, entre uma mistura e outra, Brearley percebeu que uma liga não reagia à presença de ácido nítrico, ou seja, não oxidava.

Com a descoberta, o rumo de suas pesquisas foi alterado até chegar à composição que continha cerca de 12% de cromo, combinação que oxidava em velocidade muito inferior se comparada com outras.

E foi assim que Brearley descobriu um dos mais importantes metais do mundo. A princípio, o uso do inox foi direcionado para o segmento alimentício; na produção de talheres (até então feito de carbono), sendo mais específico, pois resistia aos ácidos presentes nos próprios alimentos.

As propriedades do inox

As características do inox permitiram que ele se tornasse popular na década de 50, e passasse a ser utilizado em outros segmentos, como laboratoriais, hospitalar e na construção civil no geral. Aos poucos, outros elementos foram sendo adicionados à composição original, dando propriedades distintas para diferentes aplicações do inox.

No geral, a característica mais conhecida é a que dá nome ao material: a sua resistência à oxidação. A camada passiva apesar de fina é muito aderente ao material, além de ser autorregenerativa – aparecendo de forma espontânea quando há cromo e oxigênio juntos –, o que torna uma proteção eficiente.

A superfície do inox é lisa, sendo menos propensa à proliferação de bactérias. Diferentes de uma bancada produzida em pedra, por exemplo, a fabricada em inox não conta com fissuras que podem acumular microrganismos prejudiciais à saúde. Esse é um dos motivos do inox ser recomendado para ambientes hospitalares.

Por ser lisa, sua limpeza também é facilitada. Os produtos usuais como detergente e sabão neutro, são suficientes para higienizá-lo. É importante ressaltar que a limpeza frequente é o segredo por manter a manutenção do inox sempre em dia e, portanto, prolongar sua vida útil.

O inox também é resistente às intempéries do tempo. Por isso pode ser encontrado tanto em ambientes internos quanto externos, como corrimão, guarda-corpo e caixa de hidrante. Além disso, altas e baixas temperaturas não danificam o inox, que pode ser usado tanto em fornos como em freezers.

O inox também é considerado um material inerte, ou seja, não transfere ou altera cor, sabor, aroma ou qualquer outra característica do que é manipulado sobre ele.

Visualmente o inox também é considerado um excelente elemento. Seu uso é recomendado por arquitetos e designes de interiores graças a sua cor neutra e harmoniosa, que se adequa a qualquer estilo. Contar com um produto inox em um ambiente é ter modernidade e elegância ao mesmo tempo.

Os tipos de inox

Atualmente, o inox conta com diferentes composições que variam nos elementos utilizados, como molibdênio, níquel, titânio, manganês, entre outros. Essas combinações geraram as famílias do inox, as principais conhecidas como austeníticos, ferríticos e martensíticos. Nem todo produto produzido nesse aço terá as mesmas resistências em equivalência, sendo ideal a orientação profissional para aplicação correta do inox.

É interessante saber que o termo usado para classificar as diferentes composições do inox é a norma AISI (American Iron and Steel Institute).

Projinox é especialista em projetos de inox

A Projinox é especialista em projetos customizados de inox. Para isso, investimos constantemente em maquinário que nos permite atuar em projetos de diferentes níveis de complexidade, desde um corrimão de inox até mesmo um lavatório especial para o combate contra o covid-19.

Os processos da empresa são automatizados para garantir maior qualidade de entrega e agilidade fabril. Dentre o maquinário, há máquina de corte a laser, dobras CNC, encurvadoras e cortadoras de tubos, setores de concretagem e estampagem de cubas, além de amplo setor de solda e acabamento.

Contamos também com equipe de engenharia e projetistas que executam a medição in loco para melhor detalhamento das necessidades do cliente. Nosso atendimento é nacional, com cases espalhados em todo o Brasil, como aeroportos, estações de metrô, hospitais e outros.

SAIBA MAIS SOBRE BARRA DE APOIO INOX

Ligue para: (11) 2480-3461

Gostou? compartilhe!

Whatsapp PROJINOX